7 Regras de Segurança para Escalar o Monte Fuji

CInúmeros montanhistas principiantes escalam o Monte Fuji todos os anos. No entanto, pelo simples fato do topo ser visível desde o sopé, isso não significa que chegar até lá é fácil. Não podemos nos esquecer de que o Monte Fuji é o monte mais alto do Japão e os escaladores devem estar totalmente preparados tanto físico como mentalmente.
Conheçam as sete regras para escalar o Monte Fuji com segurança.

Temporada de escaladas para 2018

* As datas podem sofrer alterações dependendo do clima ou outros fatores.

■ Trilha Fujinomiya, Trilha Gotemba e Trilha Subashiri: 10 de julho – 10 de setembro de 2018

■ Trilha Yoshida: 1 de julho – 10 de setembro de 2018

Período de restrição do acesso de veículos particulares em 2018

■ Entrada da Trilha Fujinomiya: 63 dias:

De 10 de julho 9:00 a.m. até 10 de setembro 18:00 p.m.

■ Entrada da Trilha Subashiri: 63 dias:

De 10 de julho 12:00 a.m. até 10 de setembro 12:00 a.m.

Equipamento

Sempre verifique seus equipamentos antes da partida. É importante certificar-se de que peças antigas do equipamento não estejam danificadas. O Monte Fuji possui mais de 3.000 metros de altitude, e mudanças repentinas no clima são comuns. Em determinados casos há possibilidades de não poder seguir conforme a programação, portanto é importante estar preparado para situações inesperadas.

Trilha

Quatro trilhas levam ao topo do Monte Fuji e cada qual possui o ponto de partida que são entradas distintas para a trilha. As trilhas são diferenciadas por cores, portanto lembre-se bem da cor e certifique-se de estar seguindo a trilha correta. E também escolha a trilha que mais esteja de acordo com a sua condição física.

Video Guide

Etiqueta

O Monte Fuji e a maioria das partes do sopé fazem parte do Parque Nacional Fuji-Hakone-Izu e são reconhecidos como Locais Especiais de Beleza Cênicas e Históricas. Determinados atos são proibidos tais como arrancar plantas, capturar animais, retirar lavas e rochas, armar barracas e acender fogos. Ao escalar o monte, respeite as regras.

Alojamento

As cabanas no Monte Fuji ficam acima da 5ª Estação de cada trilha, e como regra geral, estão em funcionamento durante a temporada de escaladas. Recomendamos pernoitar em uma das cabanas localizadas a uma altitude adequada a sua condição física para alcançar o topo sem problemas. Verifique o horário de funcionamento e não deixe de fazer a reserva antecipadamente.

Tráfego de escalada

O Monte Fuji atrai um grande número de escaladores após a época das chuvas, entre o final de julho e agosto. Finais de semana e feriados de Obon (Finados) são épocas particularmente mais movimentadas e as trilhas podem ficar congestionadas. Escaladores que desejam escalar em seu próprio ritmo, aqueles que desejam orar tranquilamente ao nascer do sol, devem programar-se evitando esse período de pico.

Clima

O Monte Fuji é um monte isolado com mais de 3.000 metros de altitude e durante todo o ano apresenta condições climáticas bastante rígidas. As condições climáticas diferem grandemente entre o topo, o sopé e a 5ª Estação. Mudanças climáticas repentinas são corriqueiras e a sensação térmica no topo pode chegar aos negativos mesmo no verão. Verifique sem falta as condições climáticas antes de iniciar a subida.

Acesso

Nas quatro trilhas que levam ao topo do Monte Fuji, ao redor da 5ª Estação são as entradas mais comuns. Como no passado, durante a temporada de escalada, os estacionamentos da 5ª Estação ficavam lotados causando congestionamento, atualmente há restrição de acesso para automóveis particulares. Isso contribui para evitar grandes congestionamentos na época de pico e diminuir a poluição causada pela emissão de gás carbônico dos automóveis. Durante o período de restrição de entrada de automóveis particulares (com exceção da trilha por Gotemba) aqueles que utilizam automóveis particulares deverão estacionar nos estacionamentos particulares no sopé do monte e tomar ônibus (pago) ou táxi até a 5ª Estação.

Preparação mental

Atenção antes de escalar!

Entre os escaladores do Monte Fuji há muitos que sofrem do mal da montanha (doença das alturas). Isso acontece por escalar durante a noite inteira sem descansar nas cabanas, com o objetivo de alcançar o topo a tempo de ver o sol nascer, ou em casos de programar a escalada para um dia e tentar alcançar o topo de uma só vez em curto período de tempo. Escalar sem dormir pode causar fadiga e até ferimentos. Para a sua própria segurança e para aproveitar a escalada ao Monte Fuji faça uma programação folgada incluindo um pernoite em uma das cabanas. Programe-se e prepare-se com folga, e escale no ritmo adequado a sua condição física, sem forçar o seu organismo.

Importante! ChMudança no local da junção das trilhas Subashiri e Yoshida

Muitos escaladores subindo pela trilha Yoshida, pelo lado da Província de Yamanashi, cometem o erro de descerem pela Trilha Subashiri, pelo lado da Província de Shizuoka. Com a intenção de reduzir a confusão, a partir deste verão a junção das duas trilhas será temporariamente relocada em caráter experimental. O novo local (há uns 50 metros da antiga junção) oferece uma vista das duas trilhas de uma só vez.
Uma placa de sinalização foi colocada na nova junção para os que estarão descendo não escolherem a trilha errada e a antiga junção da trilha de Subashiri será interditada com uma corda. Por favor, tome cuidado para não errar o local da junção ao descer a trilha.

page top